Follow by Email

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Entrevista com Galeno Amorim da Biblioteca Nacional


ProfessorNews - Qual a participação da Biblioteca Nacional no Sistema Educacional Brasileiro? Existe algum programa de visitação, consulta ou doação de livros, por exemplo?
Galeno Amorim - A Fundação Biblioteca Nacional envia regularmente para bibliotecas públicas obras com o objetivo de constituir e atualizar os acervos. Nos últimos oito anos, o Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas (SNBP), da FBN, distribuiu cerca de 4,5 milhões de livros para bibliotecas públicas do país. Este é um exemplo de como a FBN está presente no sistema de ensino. Muitas destas bibliotecas são universitárias, que recebem obras escolhidas por especialistas em diversas áreas de conhecimento, publicações da própria Biblioteca Nacional ou obras publicadas com apoio da Lei Rouanet. Por outro lado, o Programa Nacional de Incentivo à Leitura (PROLER) está em interface direta com o Sistema Educacional Brasileiro. Implementa ações  que formam mediadores de leitura e cursos junto a professores que resultam em projetos nas salas de aula, promoção de incentivo à leitura em presídios, centros culturais e tantos outros espaços. Não podemos esquecer, ainda, do Programa Nacional Biblioteca da Escola (PNBE), que desde 1997 incentiva a formação do hábito da leitura nos alunos e professores por meio da distribuição de acervos de obras de literatura, pesquisa e de referência.
ProfessorNews - Que tipo de investimento o Ministério da Cultura vem fazendo no incentivo à leitura?
Galeno - São inúmeros os projetos e investimentos nas políticas de promoção à leitura no Brasil. Um balanço realizado pelo Ministério da Cultura no ano passado mostrou que, nos sete anos anteriores, o MinC investiu R$ 291,9 milhões em iniciativas que tiveram como objetivo estimular o hábito da leitura, facilitar o acesso às bibliotecas e propiciar a produção e difusão do conhecimento científico, acadêmico e literário. Esse grande aporte de investimentos se deu, em grande medida, com a implantação em 2006 do Plano Nacional do Livro e Leitura (PNLL) e com a criação do Programa Mais Cultura no ano seguinte. Além disso, no âmbito do PNLL, é importante destacar as ações que o Ministério da Educação tem desenvolvido para fortalecer o Plano.
ProfessorNews - Em sua opinião, o professor universitário brasileiro é participativo no incentivo à leitura? Como?
Galeno - Sem dúvida. Entretanto, é importante ressaltar que a leitura deve ultrapassar os muros da Universidade e não se limitar aos conhecimentos teóricos. Projetos de extensão são essenciais para que o conhecimento da academia seja integrado à comunidade.
ProfessorNews - O livro digital está se tornando cada vez mais presente no Brasil. Que tipo de mudanças essa nova maneira de ler pode ter nas bibliotecas brasileiras?
Galeno -  As bibliotecas, que já vêm sendo criadas em formatos que priorizam multimídias (ou seja, em um mesmo espaço, diversos suportes diferentes de informação), devem se adaptar gradativamente às novas possibilidades de leitura. O e-book, em breve, deve ser integrado à realidade das bibliotecas públicas. Na Fundação Biblioteca Nacional, estamos começando a preparar a BN Digital para que ela também possa, em breve, emprestar e-books. O próximo passo será a digitalização de 4.500 títulos importantes da literatura brasileira, que estão em domínio público. Desses, serão selecionados 100 para que sejam, a partir do início de 2012, colocados à disposição dos leitores para empréstimo gratuito.
ProfessorNews -  Como a Fundação Biblioteca Nacional pretende lidar com o advento do livro digital em relação às publicações brasileiras? (Direito Autoral, consulta ao acervo, distribuição do material, inscrição no ISBN etc.)
Galeno - A Biblioteca Nacional é guardiã da memória nacional e vem adaptando com muito êxito sua tradição às mais avançadas tecnologias de preservação e digitalização. Um exemplo desse sucesso é nossa participação na Biblioteca Digital Mundial (www.wdl.org.br), iniciativa da Biblioteca do Congresso Americano e da Unesco. A nossa Biblioteca Nacional participa do projeto e, dada a sua importância, o Português é uma das sete línguas oficiais do projeto. Além disso, temos a Biblioteca Nacional Digital (http://bndigital.bn.br), com acervo de um milhão de imagens, que irá aumentar para dez milhões em 2012. A partir do próximo semestre, a Agência Internacional do ISBN da Fundação Biblioteca Nacional, vai inaugurar o cadastro on-line de novas editoras e registros de ISBN, ação que demonstra que a instituição tem acompanhado o ritmo das mudanças tecnológicas. Da mesma forma, o Escritório de Direitos Autorais tem trabalhado intensamente no estudo de formatos para digitalização e sistematização de processos.
Fonte: http://www.professornews.com.br/3/section.aspx/353



quarta-feira, 29 de junho de 2011

Instituto Brasileiro de Museus lança o tema da 5ª Primavera de Museus



O tema da 5ª Primavera de Museus, que se realizará de 19 a 25 de setembro, será “Mulheres, Museus e Memórias”. A iniciativa, coordenada pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MInC), tem como finalidade sensibilizar os museus e a comunidade em geral para debater e refletir sobre temas da contemporaneidade.

O Palácio Cristo Rei já participou desse evento nas suas edições anteriores, sendo o tema da edição passada “Museus e Redes sociais”. A Primavera dos Museus ocorre anualmente na proximidade do início da estação da primavera sempre com temáticas abordando temas atuais.

A realização das ações e atividades serão planejadas posteriormente pelo Memorial. As inscrições do evento começam dia 12 de julho e encerram dia 12 de agosto e para increver-se é preciso acessar o site http://www.museus.gov.br/ e entrar na página da 5ª Primavera de Museus.

O evento contará com apresentações culturais, seminários, oficinas, mesas-redondas, etc. Para mais informações, enviar email para cpgii@museus.gov.br ou para o email do memorial: memorial@ufma.br, ou ainda entrar em contato pelos telefones(61) 2024 -4132/(098) 33019651.


Revisão de texto: Carla Morais
Lugar: Ascom/UFMA
Fonte: ASCOM/UFMA

sábado, 25 de junho de 2011

II Fórum sobre Bibliotecas Públicas: serviços de informação e mediação de leitura

 II Fórum Sobre Bibliotecas Públicas

A Coordenação Geral do Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas - CGSNBP, da Fundação Biblioteca Nacional - FBN, realizará no período de 8 e 9 de agosto de 2011,   no XXIII CBBD - Maceió/AL, o II Fórum sobre Bibliotecas Públicas: serviços de informação e mediação de leitura. No período de 28 de abril a 20 de maio, a CGSNBP/FBN estará recebendo trabalhos voltados para o tema do evento: “Serviços de informação e mediação de leitura”. Mais informações pelo site ou pelo email: http://www.bn.br/snbpcgsnbp@bn.br.

Link da relação dos trabalhos: http://www.bn.br/portal/arquivos/pdf/trabalhos_ii_forum_bibliotecas_publicas_2011.pdf

Trabalhos aprovados de Bibliotecários Maranhenses no CBBD 2011 - Maceió


Gestão do conhecimento e Portal de Periódicos da CAPES
Suênia Oliveira Mendes; Maria Rosivalda da Silva Pereira

Biblioteca 2.0
Cassia Cordeiro Furtado; Lídia Oliveira

Serviço de referência em bibliotecas: reflexões
Maria Rosivalda da Silva Pereira; Teresa Cristina Pereira Brenha

Novos saberes nas práticas bibliotecárias
Kélia Rachel Alves da Silva; Suênia Oliveira Mendes; Regycleia Botelho Alves Figueiredo

Ação cultural: leitura e práticas de pesquisa na construção de sujeitos: estudo do bairro Sá Viana
Rosana Neves Teixeira

Projeto Biblon: rede social de leitores-escritores
Cássia Codeiro Furtado; Lídia Oliveira

Softwares educativos e sociedade da informação
Georgete Lopes Freitas

A biblioteca comunitária "Desembargador Lourival Serejo" e o acesso a informação na Vila Vitória em São Luís - MA
Silvana Maria de Jesus Vetter; Alexsandra Martins Ferreira

A experiência dos profissionais da área da Biblioteconomia na prática do programa de formação continuada mídias da educação na Universidade Federal do Maranhão - UFMA
Raimunda Araujo Ribeiro

O profissional bibliotecário no Maranhão e sua relação com os órgãos de classe
Maria Mary Ferreira

Politicas públicas e biblioteca escolar: a realidade ludovicense
Denise Aroucha Furtado

Sociedade da informação: pesquisa etnográfica e os discursos dos pesquisadores de pedagogia em revistas cientificas
Georgete Lopes Freitas

A biblioteca de história e sabores: higienização e conservação do acervo de Carlos Lima e Zelinda Lima
Carlos Wellington Soares Martins; Thaís dos Santos Rodrigues; Michele Silva Pinto

Link da lista dos trabalhos: http://febab.org.br/congressos/index.php/cbbd/xxiv/schedConf/presentations

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Biblioteca Municipal de Grajaú






Minha querida amiga Diana Rocha está dinamizando os serviços e produtos ofertados pela Biblioteca Municipal de Grajaú.
Parabéns Diana








quarta-feira, 22 de junho de 2011

Projeto da Casa de Cultura Josué Montello no mapa de ações do PNLL



A Casa de Cultura Josué Montello tem seu projeto de Exposição Itinerante publicado no mapa de ações do PNLL. Além de estar no site, também está no CD contendo apresentações sobre alguns projetos cadastrados no mapa de ações do PNLL que acompanha o Livro: Textos e Histórias publicados em dezembro de 2010. Do Maranhão constam 2 projetos no CD: A Exposição Itinerante da CCJM e o Projeto Nasce uma criança Leitora de Joseane Maia de Caxias.

PNLL: Textos e História 

              Lançado em dezembro de 2010, o livro PNLL: Textos e História traz documentos, artigos e realizações do Plano Nacional do Livro e Leitura, além do texto do Plano com as contribuições e atualizações feitas em 2010.
            Os documentos que constam no livro contam um pouco da história do PNLL, apresentando a Lei do Livro, as declarações de Cochabamba e Santa Cruz de La Sierra, que declaram o ano de 2005 como o Ano Vivaleitura, as Diretrizes Inciais do PNLL, entre outros.
            Os Artigos foram escritos por 24 articulistas e dão uma visão sobre o que foi, o que é e o que representa o PNLL para o futuro. São autores, escritores, editores, associações e especialistas que apresentam, cada um, seu ponto de vista e seu envolvimento com a história do Plano.
            Por fim, o livro traz as principais realizações do PNLL: a construção do Mapa do PNLL, os Fóruns, Seminários, Bienais, e o projeto para fomentar os planos estaduais e municipais de livro e leitura.
            Trazendo uma visão bastante única sobre o PNLL e sua história, o livro publica alguns depoimentos dos projetos integrantes do Mapa de Ações sobre sua relação com o PNLL.

terça-feira, 21 de junho de 2011

Resultado do Concurso do SESI


1 LUCIANA DE JESUS BOTELHO SODRE 
2 CLARA DUARTE COELHO
3 ELINIELLE PINTO BORGES 
4 LEONARDO PINTO ARAUJO 
5 IRAJANE CANTANHEDE NUNES

Parabéns as aprovada(o)s

domingo, 19 de junho de 2011

Oficina

Oficina aplicada com os alunos do restaurante escola-SENAC, com o tema a importância da leitura para o mercado de trabalho, com o estudante do curso de Biblioteconomia Edilson Reis.
 
 

Revirando o baú do São João

Estamos na época de São João, paçoca, quadrilha, matraca, eita tempo bom, e revirando o baú um video do arraial da UFMA e a barraca do curso de Biblioteconomia do ano de 2007.

Depoimento



Depoimento de Soraia Carvalho, estudante do 8º período de Biblioteconomia: simples, bonito e verdadeiro, resolvi compartilhar pois sempre é bom ouvir depoimentos assim de pessoas apaixonadas pela biblioteconomia

olá, gostaria de perguntar o que você acha do seu curso... era o que você esperava? pois eu quero prestar biblioteconomia!

Não, não era o que eu esperava... É muito melhor que isso.
Quando prestei vestibular a única coisa que eu sabia era que eu queria trabalhar em uma biblioteca. Fiz cheia de preconceitos mesmo. Mas, quando tu chega lá descobre que a biblioteconomia não é só biblioteca. Não é só usar um balcão como escuto e esperar alguém pra tratar mal.
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Eu vou concluir o curso esse ano, e descubro diariamente que biblioteconomia não me ensinou apenas coisas pra uma biblioteca, pra uma unidade de informação de forma geral, mas pra mim mesma, pra minha vida, pra meus amigos...
Você deseja fazer mais do que os professores ensinam, chegar onde acredita que ninguém chegou... E reclama a graduação inteira de tua vida pra no final descobrir que gosta de tudo isso... Vai além, você ama mesmo!
Biblioteconomia é um curso apaixonante e se você vai querendo fazê-lo a experiência é melhor ainda!
Grande beijo e boa sorte!

Link original: http://www.formspring.me/sol

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Vaga para Bibliotecária(o) na FAPEMA


Edital de Divulgação Cientifica da FAPEMA encerra inscrição nesta sexta-feira, 17

 
Jornalistas, radialistas, fotógrafos, publicitários, relações públicas, designers e bibliotecários interessados em concorrer ao Edital FAPEMA nº 23/2011- Programa de Divulgação Científica do Maranhão, da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA), têm até sexta-feira, 17, para fazer suas inscrições.
 
Ao todo, estão sendo oferecidas 12 bolsas. Elas serão concedidas pelo período de 12 meses, e variam de R$ 1.230,00 a R$ 1.838,00, de acordo com a titulação do bolsista. O formulário de inscrição está disponível no sistema Patronage (www.fapema.br/patronage). Esclarecimentos e informações adicionais poderão ser obtidos diretamente na FAPEMA ou pelos telefones (98) 2109-1400; 2109-1433 ou 2109-1428.
 
O edital tem o objetivo de estimular a formação de profissionais na área de comunicação científica, como forma de desenvolver vocações, a partir do envolvimento de pesquisadores e profissionais na participação de projetos do Núcleo de Difusão Científica da FAPEMA. Entre os projetos estão publicações impressas e on line; programas radiofônicos e de TV; organização de eventos científicos; ações de publicidade e propaganda, produtos de design editorial; e sistematização de informações relativas a projetos e processos científicos visando à divulgação científica.
 
Do total de vagas, seis são para jornalistas, três para São Luís, e as outras três para Imperatriz, Chapadinha e Caxias. As demais vagas estão distribuídas para outras áreas, sendo uma para cada. São requisitos para concorrer ao edital estar cadastrado no sistema de Currículo Lattes do CNPq e no Banco de Pesquisadores da FAPEMA (Sistema Patronage); ter registro profissional; ter diploma de graduação nas áreas de abrangência do edital; ter, preferencialmente, experiência em difusão científica e dedicar 30 horas semanais às atividades do Programa.
 
“A divulgação científica tem um papel fundamental na democratização e popularização do conhecimento e na promoção da cultura científica”, destacou a diretora presidente da FAPEMA, Rosane Nassar Meireles Guerra, ao falar sobre a importância do edital. A afirmação da presidente da Fundação parte da idéia de que CT&I geram impactos na economia e no desenvolvimento sócio-cultural, e os cidadãos devem estar informados e até participar das decisões políticas sobre o setor.
 
Avaliação
 
O julgamento e seleção dos candidatos serão realizados pela equipe técnica da FAPEMA. Esta etapa consiste em avaliar se as solicitações atendem aos requisitos explicitados no edital. Esta etapa é eliminatória e as propostas que deixarem de ser enquadradas não serão avaliadas nas demais etapas. A relação das propostas aprovadas, e, portanto, dos candidatos aptos às demais etapas de avaliação, será divulgada na página da Fundação.


 
--
Atenciosamente,
Nathalia Ramos

Núcleo de Difusão Científica
Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão - FAPEMA
(98)2109-1435/8844-0077/8802-8082
Acesse o nosso site: www.fapema.br
Siga-nos no twitter: @fapema_maranhao


EREBD 2011 - Maranhão


Eita que esse povo trabalhou olha aí a prova o vídeo de divulgação para a candidatura e outro mostrando os trabalhos, parabéns a todos os envolvidos!

 

 

sábado, 11 de junho de 2011

Participação no Blog



A estudante de Biblioteconomia Elana Pereira deu uma força para o blog, e como estamos no mês junino ela preparou alguns banners para nós, um já esta sendo utilizado e abaixo os outros dois que ela fez. Valeu Elana!



O povo querendo dar calote nos Pontos de Leitura no Maranhão



Aliados do esquema Sarney na fundação passam a perna nos Pontos de Leitura no Maranhão

Empresa que tem titular envolvida em investigado desvio de verba da Fundação José Sarney tem projeto selecionado pela Secretaria de Estado de Cultura do Maranhão (Secma) nos Pontos de Leitura, do Programa Mais Cultura. O projeto é financiado pelo Ministério da Cultura. A relação dos projetos selecionados foi divulgada no Diário Oficial do Estado do dia 28 de março de 2011. 
O projeto “Cantinho de Leitura ‘Saci-Pererê’" está sob responsabilidade de Alci Maria Lima, prima da diretora da Biblioteca Pública Benedito Leite, Rosa Maria Ferreira Lima. Quando emergiu a denúncia do desvio do patrocínio da Petrobras à Fundação que leva o nome do ex-presidente da República e atual presidente do Senado, Alci Maria Lima ganhou notoriedade nacional como titular da empresa “Ação Livros e Eventos”, em sociedade com a mulher de Antônio Carlos Lima, ex-secretário de Comunicação da governadora Roseana Sarney (PMDB) e atual assessor do ministro das Minas e Energia, Edison Lobão.


    A “Ação Livros e Eventos” recheia a lista de empresas que emitiram notas para justificar o uso do dinheiro público suspeito de ter sido desviado da Fundação José Sarney. Trinta notas fiscais emitidas pela Ação, que somaram R$ 70 mil, tinham numeração sequencial – daí concluir que a firma era prestadora de serviço exclusiva da Fundação José Sarney.
    Na época em que os fatos foram apresentados em reportagem do jornal O Estado de S. Paulo, Alci Maria Lima nem soube dizer que tipo de serviço a empresa prestou à fundação: "Eu assinei o recibo, mas não sei o que foi que a empresa fez, não.", revelou Alci.
    Correligionária da família Sarney, a administradora Tereza Martins também foi beneficiada na escolha do Pontos de Leitura no Maranhão, financiado pelo MINC. Funcionária da CEMAR, Tereza Martins responde pela presidência da Sociedade de Amigos das Bibliotecas do Maranhão - SAB/MA, entidade simbiótica com a Biblioteca Pública Benedito Leite, fechada para reforma há mais de dois anos. Familiarizada mais com livro-caixa, a auxiliar do colunista Pergentino Holanda, nas muitas horas vagas, estreia como beneficiária do ministério de Ana Hollanda, sem nenhum parentesco com o colunista.
Projetos aprovados em Pontos de Leitura
Ponto de Leitura ABC do Zé - José Fernandes de Souza
Projeto Ler pra Valer – leitores em rede - União dos Moradores da Vila dos Frades
Baú da Imaginação: um convite a Leitura - Lígia de Jesus Carvalho
Ponto de Leitura Espaço do Saber - Sociedade de Amigos das Bibliotecas do Maranhão – SAB/MA
Criança Leitora Liberdade - ONG Saci-Pererê
O Prazer da Leitura é um direito de todos - Auriléia Alves Matos
Nasce uma criança Leitora - Joseane Maia Santos Silva
Cantinho de Leitura “Saci-Pererê” - Alci Maria Lima
Projeto de Leitura “Eu canto, tu contas” - Heridan de Jesus G.P. Ferreira
Brincando com a Arca - Tatiane da Silva Cruz
Projeto Leitura “Didi Barroso e Tia Juca” - Instituto Simplício Oliveira (ISO)
Biblioteca Comunitária Professora Maria de Jesus - Maria Lilia Silva Diniz

 Fonte: http://www.blogdubois.com.br/2011/04/aliados-de-sarney-passam-perna-nos.html



Picadeiro da cidadania realiza campanha de incentivo à leitura em comunidades de São Luís


Por: Suzana

O Livro é uma viagem incrível, imperdível e impressionante! Embarque nessa com seu filho! Este é o tema proposto para a Campanha de incentivo a leitura encabeçada pelo projeto Picadeiro da Cidadania, executado pelo GACC-MA (Grupo de Apoio às Comunidades Carentes do Maranhão). O objetivo é despertar a família e a comunidade para a reflexão acerca da importância do desenvolvimento do hábito de ler. A campanha foi lançada no dia 18 de abril no Centro de Formação Profissional da Cidade Olímpica, em
comemoração ao Dia Nacional do Livro do Livro Infantil.
Durante este dia, crianças adolescentes, jovens e a comunidade em geral participaram de oficinas de contação de histórias, exposição de livros, cadeira do contador, poesia ao pé do ouvido, dinâmicas de grupo, jogos literários, teatro desenvolvidas simultaneamente nas brinquedotecas do projeto.
No dia 26 de abril, por sua vez, o Picadeiro da Cidadania vai levar a campanha de incentivo à leitura para o Colégio Upaon-Açu. Além disso, o projeto conta o Picadeiro da Cidadania Móvel - um veículo adaptado para funcionar como brinquedoteca, que possibilita estender as ações educativas para outras comunidades de São Luís.

As ações da campanha de incentivo à leitura se estenderão até o final do ano, buscando o envolvimento de toda a comunidade. O tema da campanha, inclusive, foi proposto por uma das crianças que participam do projeto .
Entre as atividades da campanha estão a divulgação do tema para famílias, organizações sociais, escolas públicas, privadas e sociedade em geral através de cartazes, panfletos, spots, realização de reuniões com
famílias, organizações sociais entre outras atividades.
O projeto - Iniciado em 2009, atualmente o projeto Picadeiro da Cidadania atende 235 crianças dos bairros da Cidade Olímpica, Vila Embratel e Liberdade. O projeto é coordenado pelo Grupo de Apoio às Comunidades Carentes do Maranhão (GACC-MA) e patrocinado pela Petrobras através do processo de seleção pública do Programa Petrobras Desenvolvimento & Cidadania.
As ações do Picadeiro da Cidadania são pautadas pela defesa dos direitos infanto-juvenis e são realizadas em articulação com a Rede Amiga da Criança, Pastoral do Menor (Área Itaqui-Bacanga), Grupo Solidariedade é Vida (Liberdade), além de atores como Conselhos Tutelares, escolas, associações entre outros parceiros.
O Grupo de Apoio às Comunidades Carentes do Maranhão (GACC-MA) é uma organização não-governamental com o título de utilidade pública federal, sem vínculo de caráter político ou religioso. A instituição foi constituída legalmente em 1987, desde então desenvolve projetos direcionados para as populações socialmente mais vulneráveis com o objetivo de promover o desenvolvimento comunitário.

Fonte: Assessoria de Comunicação (GACC-MA)


Grupo Projetos de Leitura no Maranhão



O "Projetos de Leitura" é um grupo que atua em todo o Brasil com atividades que visam fomentar o hábito da leitura para crianças, jovens e adultos.
Com sede em São Paulo, Capital, o “Projetos de Leitura” foi criado pelo escritor e produtor cultural Laé de Souza, e iniciou seus trabalhos em 1998. Com vários projetos aprovados pelo Ministério da Cultura, apoio de patrocinadores pessoas físicas e empresas como Companhia de Seguros Aliança do Brasil e ZF do Brasil, outros parceiros e o envolvimento de educadores, o Grupo é referência de incentivo à leitura no país.
Ao longo dos seus 13 anos de existência, o Grupo que iniciou suas atividades nas escolas, vem criando novos projetos que são desenvolvidos em outros espaços como, parques, hospitais, ônibus, metrô, grupos de terceira idade, empresas e praças públicas. O coordenador dos trabalhos, Laé de Souza, atribui o crescimento do grupo, a seriedade e comprometimento com as atividades e parcerias com as pessoas envolvidas, sempre com o foco de formar leitores.
O "Projetos de Leitura" não tem finalidade lucrativa e já participaram das atividades mais de 5 mil escolas, 30 hospitais, 50 grupos de terceira idade e cerca de 50 cidades, por ano, participam do projeto Caravana da Leitura. Os resultados conquistados ao longo desses 13 anos comprovaram que é possível fazer do Brasil um país de leitores!


Segue a lista com os lugares onde existem iniciativas do grupo no Estado do Maranhão, seria interessante a participação dos bibliotecário(a)s:


ALDEIAS ALTAS/MA
Antonieta Castelo (Unidade de Ensino)
Irmã Maria Telles (Colégio)
São Jose (Escola)
Têofilo Dias (Centro de Ensino Médio)

ALTO ALEGRE DO MARANHÃO/MA
Rosimeire Torres Nunes (U.I.)

ALTO ALEGRE DO PINDARÉ/MA
Albertina Inácio (U.E. Profª)
Anna Maria Patello Saldanha (U.I.)
Artur Azevedo (U.I.)
Boneca do Marçal (U.E. Povoado)
Castro Alves (U.I.)
Cecília Meireles (U.E.)
Deures de Deus Moreno Dias Carneiro (U.E.)
Francisca Oliveira (U.I. Profª)
Francisco Ferreira Ragel (U.I.)
Jerônimo Pinheiro (Colégio Profº)
João do Vale (U.E.) 
José de Alencar (U.E.)
Paulo Freire (U.I.)
Pedro Neiva de Santana (U.I.)
Raimundo Ribeiro Silva (U.I.)
Rosimeire Torres Nunes (U.I.)
São Francisco das Chagas (U.I.)
Sebastião Sudário Brilhante (C.E.B.)

BACABEIRA/MA
Osvaldina de Sousa (Unidade Integrada)

BALSAS/MA
Eliezilda Coelho Rocha (E.M.)

BURITI BRAVO/MA
Leda Tajra (Centro de Ensino Profª)

COELHO NETO/MA
Maria Regueira dos Santos (Escola)

COLINAS/MA
Hayde Chaves (U.I.)

COROATÁ/MA
Maçaranduba I (E.M.)

ESTREITO/MA
Centro Educacional Gêneses
João Castelo (U.I.)
Transamaznico (Colégio)

GRAJAÚ/MA
Urbano Santos (U.E.)

MATÕES DO NORTE / MA
Roseana Sarney (U. I. Gov.)

MIRADOR/MA
Aristides Lobão (U.I.)
João Rodrigues da Silva (U.I.)

PAÇO DO LUMIAR/MA
Alfredo Silva (U.I.)
Conjunto Paraná (U.I.)
Mauricio (Escola Padre)
Ministro Henrique de La Roque (U.I.)

PINHEIRO/MA
Albino Paica (E.M.)
Catarina Veloso (E.M.)
De Serraria (E.M.)
Filadelfo Mendes Filho (E.M.)
Inah Rêgo (E.M.)
João Diniz Sobrinho (E.M.)
Pedro Lobato (E.M. Dr.)
Secretaria Municipal de Educação
Todos os Santos (E.M.)
Walter Abreu (E.M.)

PRESIDENTE JUSCELINO/MA
Vitorino Freire (C.E. Senador)

ROSARIO/MA
Silo Aquino (Colégio Municipal)

SANTA INÊS/MA
João Alípio (E.M. Profº)

SANTA RITA/MA
Monsenhor Dourado (C.E.)

SÃO JOÃO DO PARAÍSO/MA
Paulo Freire (E.M.)

SÃO LUÍS/MA
Ana Lúcia Chaves Fecury (U.I.)
Clarindo Santiago (U.I. Dr.)
Possidonio Monteiro (U.I. Padre)

TIMBIRAS/MA
Maria de Lourdes (Centro Educacional Profª)

VITORINO FREIRE/MA
João Mohama (Centro de Ensino Padre)
Rui Barbosa (Centro de Ensino)


Ações desenvolvidas pelo grupo:





Museu Histórico e Artístico do MA e Ufma realizam oficina junina para 3ª Idade



Oficina Memória e Envelhecimento, com o tema junino será no nesta quinta-feira (16).

Milhares de idosos no Brasil inteiro possuem problemas relacionados à memória. É com esta preocupação que, na quinta-feira (16), às 15h, o Museu Histórico e Artístico do Maranhão (MHAM), realizará, em parceria com o Núcleo de Capacitação e Estudo do Processo do Envelhecimento (Nucepe), da Universidade Federal do Maranhão (Ufma), a Oficina Memória e Envelhecimento, com o tema junino São João ontem e hoje: Tradição das Festas Juninas no Maranhão.

O projeto Memória e Envelhecimento desenvolvido no MHAM desde 2008 acontece bimestralmente, com realização sempre na última quinta-feira de cada mês, numa parceria com a Ufma, por meio do Centro de Ciências Biológicas e Saúde, e o Departamento de Educação Física, com objetivo fazer com que alunos dos cursos de Educação Física e Educação Artística conheçam o acervo do Museu, bem como instigar os idosos ao conhecimento e fazer com os mesmos desenvolvam o resgate de suas histórias de vida.




O projeto neste mês de junho pega carona nos festejos juninos e realiza a oficina que será ministrada pelo professor de educação física e gerontólogo Isidoro Cruz, que utilizará dinâmicas corporais, com apoio de alunos de Educação Física e exibição de slides, que mostrarão festejos juninos em São Luís em épocas passadas, remetendo o público ao passado e criando um estímulo da memória na busca da origem das brincadeiras folclóricas no Maranhão, além de outras atividades lúdicas.

"O Museu é um espaço de entretenimento, memória e inclusão social, procuramos de várias maneiras, através deste projeto, incluir e dar espaço aos mais diversificados grupos sociais", afirma Graça Nina, assessora da direção do MHAM.

A programação contará ainda, com atrações culturais que garantirão a diversão e o entretenimento de primeira qualidade brincantes da melhor idade.

As inscrições para participar da oficina estão abertas na secretaria do MHAM, na Rua do Sol, 302-Centro, no horário das 8h às 12h e das 14h às 18h. Informações pelo telefone 3218-9922 / 3218 -9921.


As informações são da Secom do Estado.

Biblioteca digital prestes a ser desativada por desuso


A Biblioteca Digital Domínio Público está prestes a ser desativada por falta de acessos. O Ministério da Educação disponibiliza grandes pinturas de Leonardo Da Vinci, você pode escutar músicas em MP3 de alta qualidade, ler obras de Machado de Assis Ou a Divina Comédia, ter acesso às melhores historinhas infantis e vídeos da TV ESCOLA e muito mais. E tudo isso gratuitamente.  Só de literatura portuguesa são 732 obras! Corre-se o risco de perder tudo isso, pois vão desativar o projeto por desuso, já que o número de acesso é muito pequeno. Acesse O Domínio Público pelo site: www.dominiopublico.gov.br


Link da Biblioteca Digital Mundial: http://www.wdl.org/pt/

quarta-feira, 8 de junho de 2011

UFMA disponibiliza bases de dados da ProQuest



Teses e dissertações da biblioteca do Congresso dos EUA e a base Ebrary com 55 mil livros auxiliando pesquisadores maranhenses

Informamos que a UFMA está disponibilizando para teste, até o dia 15/06/2011, as bases de dados da ProQuest: Tese e Dissertações da biblioteca do Congresso dos Estados Unidos e a base Ebrary, com 55 mil livros.
A base Library of Congress, ProQuest Dissertations and Theses™ link: http://search.proquest.com , cuja assinatura estamos propondo a UFMA. Trata-se de uma base bibliográfica contendo mais de 2.5 milhões registros de teses e dissertações das melhores universidades do mundo, sendo mais de 1.3 milhões em texto completo (mediante assinatura).
A base Ebrary™ Academic Complete, link: http://site.ebrary.com/lib/ufma é uma biblioteca de 55.000 livros em todas as áreas de conhecimento, das melhores editoras do mercado internacional. Não deixe de experimentar uma busca simples, em qualquer área de conhecimento.
Algumas dicas de pesquisa:

Medicina:

Buscar: metastasis melanoma “side effects” chemotherapy radiotherapy “lymph nodes”

Engenharia:

Buscar: “soil mechanics” fracture sediment granulometry

Economia

“Bretton Woods” war depression 1929 stagnation inflation

Trial ativa até 15/06/2011.

Aguardamos seus comentários e sugestões sobre os produtos que estão disponíveis para avaliação, enviando seus comentários para o email capesufma@ufma.br.

Edição e postagem: Keyle Monteiro

Lugar: Campus do Bacanga
Fonte: PPPG/ASCOM
Link da matéria: http://www.ufma.br/noticias/noticias.php?cod=10768

quinta-feira, 2 de junho de 2011

PRÊMIO “CARMINDA NOGUEIRA DE CASTRO FERREIRA” MELHOR TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)



A Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Instituições (FEBAB), por intermédio de sua Diretoria de Publicações e mediante o estabelecimento de parceria estabelecida com a BICCATECA, cujo contrato foi firmado em 30 de março de 2011, tornam público, por meio do presente Edital, que encontram-se abertas, no período de 01/04/2011 a 15/05/2011, as inscrições para o Prêmio “Carminda Nogueira de Castro Ferreira” Melhor Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) apresentados para obtenção do título de Bacharel em Biblioteconomia, apresentado pelos acadêmicos dos Cursos no ano de 2009 ou no ano de 2010.

Vamos trazer esse prêmio para o Maranhão? Sei que tem muita coisa boa produzida. Participem!

Edital: http://www.febab.org.br/CONCURSO_TCC_FEBAB.pdf

Vaga para Bibliotecário - Colégio Upaon-Açú


O Centro de Ensino Upaon-Açu está selecionando com urgencia Bibliotecári(a)o pra biblioteca escolar. Os interessados devem deixar curriculo na Recepção da escola para Tarciana responsável por recrutamento, até o dia 07 de junho.


Jegue vira biblioteca ambulante no Maranhão



O dia mal amanheceu na comunidade de Auzilândia, em Alto Alegre do Pindaré, a 219 quilômetros de São Luís (MA), e o alto-falante do vilarejo já avisou que hoje é dia de jegue-livro.
A notícia causa alvoroço entre os moradores da região. Todos ficam encantados com a chegada do animal.

Para secretário de cultura do Maranhão biblioteca se faz com gente e não com livros


Por Henrique Bóis (www.blogdubois.com.br)

O secretário de cultura do estado do Maranhão, Luiz Henrique Bulcão, tem uma definição peculiar sobre biblioteca. Sua compreensão é de que basta um livro para que se tenha o equipamento cultural. “Biblioteca se faz com gente”, desferiu Bulcão em entrevista à Rádio Mirante FM, de propriedade da família da governadora Roseana Sarney (PMDB).
Quão culto demonstra ser o secretário. Escarra na etimologia o bardo da Madre Deus. Cospe no sentido da palavra. E, como diz um amigo, se trai quando não conclui que “gente é que se faz com gente”. Seria a lógica ululante no entendimento do compositor de “É gostosa”, hit carnavalesco do bloco Bicho Terra.
Luiz Bulcão refuta as estatísticas que apontam o Maranhão como estado com menor número de bibliotecas públicas no estado. Para o secretário os índices não passam do desafinado coro de Cassandra a alimentar mais um aspecto negativo do estado, derivado do domínio político oligárquico.
Bulcão tem pensamento obtuso. Na hora de citar, na ponta da língua advem o Geia, instituto criado pelo marido da governadora e ex-dono da Lunus, Jorge Murad. Como em seus sambas carnavalescos exalta a realização do festival na cidade de São José de Ribamar pelo dito instituto como se fosse a Bíblia do incentivo à leitura. Seu fundamentalismo sarneysta não extrapolar um palmo na visão tacanha. Seu pensamento cartesiano enxerga alma de bigode.
Entre 2005 e 2009, período em que Bulcão esteve fora da Secretaria de Estado da Cultura nos últimos dez anos, foram implantadas 120 bibliotecas no estado. O preenchimento de espaços de pontos de leitura seguiu informações da Fundação Getúlio Vargas.
Quando voltou a sentar no trono da SECMA, Bulcão, auxiliado pelos cupinchas tratou de fechar a Biblioteca Pública Benedito Leite. Cuidou antes que a água inundasse os porões e arruinasse obras raras. Qual o quê, eram livros, não gente.
Bibliotecas no Maranhão
Afonso Cunha -Implantação 2009
Água Doce do Maranhão -Implantação 2009
Altamira do Maranhão -Implantação 2009
Alto Alegre do Pindaré -Implantação 2007
Amapá do Maranhão -Implantação 2005
Anajatuba -Implantação 2009
Anapurus -Implantação 2009
Arame -Implantação 2005
Axixá -Implantação 2009
Bacabeira -Implantação 2009
Bacuri -Implantação 2007
Balsas -Implantação 2009
Barão de Grajaú -Implantação 2009
Barreirinhas -Implantação 2007
Belágua -Implantação 2007
Bequimão -Implantação 2007
Bernardo do Mearim -Implantação 2008
Bom Jardim -Implantação 2007
Bom Jesus das Selvas -Implantação 2007
Bom Lugar -Implantação 2007
Brejo -Implantação 2009
Brejo de Areia -Implantação 2007
Buriti -Implantação 2007
Buriti Bravo -Implantação 2005
Buriticupu -Implantação 2007
Buritirana -Implantação 2009
Cachoeira Grande -Implantação 2009
Cajapió -Implantação 2009
Cajari -Implantação 2009
Capinzal do Norte -Implantação 2005
Carutapera -Implantação 2009
Caxias -Implantação 2007
Central do Maranhão -Implantação 2007
Centro do Guilherme -Implantação 2005
Centro Novo do Maranhão -Implantação 2005
Cidelândia -Implantação 2008
Colinas -Implantação 2005
Conceição do Lago-Açu -Implantação 2007
Cururupu -Implantação 2009
Davinópolis -Implantação 2007
Dom Pedro -Implantação 2009
Feira Nova do Maranhão -Implantação 2005
Fernando Falcão -Implantação 2009
Formosa da Serra Negra -Implantação 2005
Fortuna -Implantação 2009
Gonçalves Dias -Implantação 2009
Governador Archer -Implantação 2009
Governador Luiz Rocha -Implantação 2005
Governador Newton Bello -Implantação 2007
Graça Aranha -Implantação 2009
Igarapé do Meio -Implantação 2005
Itaipava do Grajaú -Implantação 2009
Jatobá -Implantação 2007
Joselândia -Implantação 2009
Junco do Maranhão -Implantação 2009
Lago do Junco -Implantação 2009
Lago dos Rodrigues -Implantação 2009
Lago Verde -Implantação 2009
Lagoa do Mato -Implantação 2009
Lagoa Grande do Maranhão -Implantação 2009
Lajeado Novo -Implantação 2007
Loreto -Implantação 2009
Luís Domingues -Implantação 2007
Magalhães de Almeida -Implantação 2007
Marajá do Sena -Implantação 2009
Maranhãozinho -Implantação 2005
Matinha -Implantação 2008
Matões do Norte -Implantação 2005
Milagres do Maranhão -Implantação 2005
Miranda do Norte -Implantação 2005
Nova Colinas -Implantação 2007
Nova Iorque -Implantação 2008
Olho d’Água das Cunhãs -Implantação 2007
Olinda Nova do Maranhão -Implantação 2007
Paço do Lumiar -Implantação 2009
Palmeirândia -Implantação 2009
Paraibano -Implantação 2008
Pastos Bons -Implantação 2008
Paulino Neves -Implantação 2007
Pedreiras -Implantação 2008
Pedro do Rosário -Implantação 2007
Penalva -Implantação 2005
Peri-Mirim -Implantação 2009
Pindaré-Mirim -Implantação 2009
Porto Rico do Maranhão -Implantação 2005
Presidente Dutra -Implantação 2009
Presidente Médici -Implantação 2007
Presidente Vargas -Implantação 2009
Primeira Cruz -Implantação 2009
Raposa -Implantação 2005
Riachão -Implantação 2009
Santa Helena -Implantação 2009
Santa Luzia -Implantação 2009
Santa Luzia do Paruá -Implantação 2009
Santa Quitéria do Maranhão -Implantação 2008
Santana do Maranhão -Implantação 2005
Santo Amaro do Maranhão -Implantação 2005
Santo Antônio dos Lopes -Implantação 2009
São Bento -Implantação 2009
São Domingos do Azeitão -Implantação 2005
São Félix de Balsas -Implantação 2009
São João Batista -Implantação 2009
São João do Carú -Implantação 2005
São João do Soter -Implantação 2008
São João dos Patos -Implantação 2009
São José dos Basílios -Implantação 2009
São Luís Gonzaga do Maranhão -Implantação 2009
São Pedro dos Crentes -Implantação 2005
São Raimundo das Mangabeiras -Implantação 2009
São Raimundo do Doca Bezerra -Implantação 2007
São Roberto -Implantação 2007
Satubinha -Implantação 2007
Senador La Rocque -Implantação 2005
Serrano do Maranhão -Implantação 2007
Sucupira do Norte -Implantação 2008
Tufilândia -Implantação 2007
Tuntum -Implantação 2007
Turilândia -Implantação 2005
Vargem Grande- Implantação 2009
Zé Doca – Implantação 2009

Fonte:  http://www.jornalpequeno.com.br/blog/raimundogarrone/?p=4485

Vaga para Professor Substituto - UFMA



Vaga para professor substituto para o departamento de Biblioteconomia da Universidade Federal do Maranhão para a área de Gestão e Organização dos Produtos e Serviços Informacionais.